sexta-feira, novembro 18, 2005

colourblindness ou daltonismo

PEQUENAS TRIVIALIDADES SOBRE DALTONISMO

Os membros da daltonic brothers inc. são ambos daltónicos. Foi com enorme alegria que souberam desta coincidência, além de outras, como trabalharem os dois em imagem... ou serem do mesmo signo e outras coisas que tambem não interessam para nada.
Claro que sempre foi dificil para ambos ajustarem uma mira técnica ou trabalharem com programas e monitores que produzem milhões de cores, mas eles no fundo sabiam que não estavam sós...pois..

- Nascemos todos daltónicos, ficando a grande maioria com a visão normal
- 5 a 8% dos homens e 0,5% das mulheres são daltónicos
- Ser totalmente daltónico (colourblind) ou seja, ver a preto e branco é extremamente raro. (eu por acaso, e não é para me gabar, tive um tio que se dizia que via a preto e branco, mas nunca se soube se era verdade, apesar de ele confundir os sinais de trânsito)
- O gene do daltonismo é "passado" pelas mulheres
- Um daltónico vê melhor as cores camufladas, tendo sido usados na Força Aerea aliada durante a 2ª guerra para detectarem camuflagens inimigas
- Emerson Moser, que era o criador dos lápis Crayola revelou, quando se retirou , que era daltónico entre o azul e o verde e que não conseguia ver muitas cores dos lápis Crayola que tinha criado
- JPG ilustre daltonic brother , em criança, desenhou um tigre que deixou o professor de boca aberta, não só pela qualidade do desenho, mas tambem porque era ...verde!
- A única vez que entrei num bar de karaoke (e espero que última) fiquei muito espantado em como as pessoas sabiam de cor aquelas letras todas, e comentei isso com o meu parceiro do lado, aos berros, o que fez com que variadissimas pessoas olhassem para mim, com um ar entre o espantado e o incrédulo. Vim mais tarde a saber que as letras eram de uma especie de verde-alface.

- Faça você mesmo o teste de daltonismo e descubra outras pequenas maravilhas do daltonismo neste site: http://www.toledo-bend.com/colorblind/Ishihara.html

4 comentários:

Anónimo disse...

Camaradas daltónicos estamos universalmente unidos pela nossa particular especificidade que nos dará supremacia sobre o comum dos mortais.

Hoje a diferença, amanhã o triunfo.

Eu quando era puto, e guardo ainda os desenhos metia as cores todas trocadas(diziam eles...).

Olhos azuis que eram - acho que violeta, diziam-me... - cabelos ruivos que afinal eram verde-alface etc, etc,...

Ou carros de bombeiros que eram confundidos com combóios. Mas esses eram disturbios cognitivos da Prof. e eu não tinha nada a ver com isso. A cor permanecia contudo vermelha.

Camaradas estamos na luta!

Na era da igualdade de oportunidades, este blog e os seus autores deveriam receber uma Comenda de Sua Exa. o SR. Presidente da República, por darem finalmente VOZ e promoveram a dignidade dos daltónicos.

Desiludam-se os nossos detratores: nós é que somos verdadeiramante psicadélicos, considerada a miscelânea de cores com que colorimos os nossos dias.
Não, não é disturbio de qq ordem...
É só criatividade!
AAAAARRRGGHHH!!!

Abraços, dear Abrocas
From JF Polanski, (LB City... the other side of LA)

abrocas disse...

LB city, ainda serás capital...
Não te sabia daltónico meu caro JF, passaremos a ter novos assuntos para conversa nos passeios de bicicleta, poderemos discutir as cores do que nos rodeia... cores estas que se vão misturando devido à velocidade...

S.B. disse...

É uma coisa que me intriga o não saber se vejo mais perto da realidade com óculos ou sem óculos. Aquele 6 que vocês não vêem existe ou nem por isso?

(Pergunta para as páginas de aconselhamento do blog: Sr Doutor, o meu pai é daltónico. Será que os meus filhos o serão também? Seria melhor não ter filhos? Ass: Mariete)

abrocas disse...

Para mim não existe porque não o vejo mas o pior cego é o que não quer ver, dizem , eu querer ver queria mas não consigo. E se calhar é melhor assim...
Tambem sou miope e como todos os míopes que conheço adoro ver mal ( a não ser no cinema que uso óculos senão fico com dores de cabeça). Mas sempre que pus óculos a ver uma paisagem fiquei desiludido, porque sem óculos, a paisagem era bem mais bonita.
No fundo a miopia é como a teleobjectiva vê-se focado só num certo ponto e o resto fica tudo desfocado...
E as pessoas tambem ficam mais bonitas filmadas em teleobjectiva.
Também já me aconteceu ver raparigas lindissimas ao longe que quando se aproximavam eram travestis brasileiros.