sexta-feira, outubro 27, 2006

LIMON



LIMON

Nascido em meio bastante humilde do Troviscal, Castanheira de Pêra, LIMON iniciou-se nas artes plásticas com criações em barro e sangue de animais nas paredes de grutas locais. Complementou o empirismo da sua iniciação com estudos na Academy of Art University of S. Francisco, Scuola Lorenzo di Medici, Florença, e Tokyo National University of Fine Arts and Music (Geidai) onde atingiu o grau de associate professor.

Paralelamente com a actividade de maquilhador de mimos e palhaços (M.M.P.), LIMON tem vindo a desenvolver a maior parte do seu trabalho na execução de peças a tinta-da-china, inspirando-se na gravura documental feérica novecentista.

A presente série “O Bestiário de Lisboa” retrata em 13 quadros o cenário apocalíptico da invasão da nossa Lisboa por monstros de natureza mitológica e inventada. Neste “Bestiário” se inserem os três trabalhos agora apresentados: “O Monstro do Mar da Palha afunda uma boa centena d’embarcações em Belém”, e o díptico constituído por “Porco-teodolito ultima as medições instrutórias da demolição da Catedral de Lisboa” e “Porco-escavadora inicia a ignominiosa terraplanagem da nossa velhinha Sé”.

Já expôs na GALERIE GERARD DE NOIRMONT em Paris(«Extrêmement dramatique, ces œuvres se situent aux frontières de la tonalité et de l’atonalité»– Louise Hersant); MAYWARD GALLERY em Londres («Absolutely romantic !»- The Braindog of Richard Dawn); e na ASSOCIAÇÃO DE PESCA E TENIS DE MESA DO TROVISCAL no Troviscal («Esta merda até o meu puto que tem cinco anos fazia» – Rui Sobral Meirinho).




6 comentários:

Anónimo disse...

MOKA!!!!!!!
ZPinheiro

tof disse...

Mokka totalis!

Capitão de Malta disse...

MokkaBrutalis!!!!!

marmanja disse...

MokkaCenturialissss

ko disse...

inesgotável latitude ortorombica multitude neuromantica

Krapp disse...

E onde se podem adquirir estes bestiários de Limon?