segunda-feira, setembro 17, 2007

Abrocas entrou em rodagens.



O nosso mui estimado Abrocas começou hoje a fazer camara numa longa-metragem portuguesa.
As filmagens vão prolongar-se por várias semanas em diversos locais de Lisboa e irão envolver uma vasta equipa de profissionais do cinema do nosso burgo. Como é apanágio do nosso colega Abrocas, nada foi deixado ao acaso na preparação do seu trabalho de feiticeiro da imagem. Assim, para além da cuidada escolha do material adequado, do reforço da condição física, do estudo rigoroso da metereologia e do aprofundado conhecimento do guião, Abrocas irá sempre estar acompanhado dos ensinamentos do seu grande guru da imagem em movimento, o Ayatollah Reza Pakajahrakor, quando em condições adversas metereológicas ou semióticas.
Este grande lider espiritual islâmico tem sido nas últimas décadas um dos mais importantes teóricos da imagem a nivel mundial e uma das principais referências de Abrocas. São suas as sábias palavras " O que o olho não vê, a retina retém".

3 comentários:

ko disse...

O Reza é boom. O rezar faz bem. O Abrocas é o maior. Força aí nesses filmes mudjahedines.

JOPP disse...

Grande reza, ó Reza!

Don Van Junk disse...

'nothing is true
everything is permited'
já dizia um antepassado de A.R.PakaJAHracor, o fundador de um grupo os HASHSHASHIN e de alguns principios da metafisica árabe o nosso mui estimado 'velho da montanha' Hassan I Sabbah