quarta-feira, dezembro 14, 2005

quarto 409


O reporter disléxico esteve em Santa Maria da Feira e pernoitou no já mitico quarto 409,
onde poucas vezes o deixaram dormir, a não ser numa noite onde as lampadas explodiram (verídico)
e foi toda a gente para outro quarto. O bailarino é Aristides, um fervoroso cineclubista.

4 comentários:

marmanja disse...

este é o estado da nação, os nossos valiosos artistas são obrigados a pernoitar em quartos de higiene muito duvidosa, e tendo em consideração o estado sempre sensivel e debilitado dos pulmões do nosso artista consideramos esta situação uma verdadeira AFRONTA!

abrocas disse...

Note-se que o reporter dislexico não se queixou absolutamente de nada , a não ser de pouco dormir. O seu estado de vigilia apenas se deve ao elevado convivio luso-brasileiro que decorreu durante todo o festival.
Festival esse que tem uma muitissima boa onda, dificil de resistir.E de dormir...

VLADRACUL disse...

Eu membro honorário deste mítico quarto subscrevo todas as frases do artista. Acrescento ainda, que nada de irregular se passou neste quarto. Nada que não já se tivesse passado com frequência em anos anteriores.
E a higiene do quarto é extrema.
Acho que é daí a pouca presença de realizadores portugues, que parecem não gostar muito muito de bons filmes, boa onda e higiene

ALEXIS NA CASA DA MATA disse...

está tudo sujo? onde é que eu posso também durmir?